Tesouro direto IPCA vs. CDI como investir

Tesouro direto IPCA vs. CDI como investir
Continua após a publicidade..

De um lado temos o Tesouro direto IPCA e do outro o Certificado de Depósito Interbancário (CDI). O Tesouro IPCA nada mais é do que um programa que o tesouro direto fez que ajuda a proteger o dinheiro da inflação. Já o CDI influencia a economia e os investimentos.

Portanto, ao realizar um investimento, é importante saber escolher entre IPCA e CDI, por exemplo. Afinal, essa escolha pode causar grande diferença no resultado final. Logo, é necessário que entenda e conheça sobre cada um dos aplicadores de ativos renda fixa.

Além do mais, evitar a inflação e garantir bons resultados nas aplicações é algo que todos os investidores desejam. Portanto, vamos falar sobre o Tesouro IPCA e o CDI, dois grandes indexadores de ativos de renda fixa. Além de dar dicas de como investir no IPCA e como utilizar o CDI ao seu favor nas aplicações.

Continua após a publicidade..

Indicadores de rentabilidade

O CDI e o IPCA são dois indicadores de rentabilidade. Ao fazer um investimento, deve decidir por qual dos dois grandes grupos de tipos de investimentos você irá optar.

Há o investimento que possui variações de lucro devido às mudanças do mercado. E há o investimento baseado na renda fixa. Nesse tipo de investimento, você fica sabendo no momento em que realiza a aplicação, qual será aproximadamente o retorno que terá.

Portanto, é no investimento de renda fixa que o IPCA e o CDI fazem parte. Desse modo, com eles você terá uma base sobre o valor que será retornado a você no momento do vencimento. Há outros indicadores de renda fixa. No entanto, o IPCA e o CDI são um dos mais usados.

Tesouro IPCA

O Tesouro Direto criou um programa chamado renda fixa. Esse, nada mais é do que uma opção de investimento financeiro que utiliza como sua principal variante o IPCA.

Ok, mas o que é o IPCA? O IPCA é a inflação do Brasil. É um índice que mede a alteração dos preços de suprimentos básicos das famílias brasileiras. Além disso, é a partir do IPCA que ocorre a medição do poder de compra dos brasileiros, das taxas de juros, entre outros.

Investir no IPCA é uma ótima opção para quem deseja proteger o dinheiro da inflação. Desse modo, o Tesouro IPCA não deixará que a economia que você fez ao longo do tempo se desvalorize.

O governo federal usa o Tesouro Direto para obter economias para realizar investimentos em áreas sociais, como educação e saúde. Desse modo, ao fazer aplicações no Tesouro IPCA, você estará em tese emprestando dinheiro para o governo.

Portanto, ocorrerá a rentabilidade do seu dinheiro disponibilizado. Logo, você o receberá com juros a seu favor.

Como investir no Tesouro direto IPCA?

Se você gostou do Tesouro IPCA veja mais sobre as suas oportunidades de investimento. Ademais, ele possui o IPCA + e o IPCA com juros semestrais. Quer saber a diferença? Continue conosco, iremos explicar tudo a seguir:

Tesouro IPCA+

Nessa opção, você somente poderá resgatar o dinheiro investido com o lucro, após o dia determinado pelo vencimento. Caso deseje retirar o valor antes do vencimento, você não irá conseguir resgatar os juros a mais.

Desse modo, é uma boa opção para quem sabe que irá retirar somente após o prazo. Para, desse modo, obter lucro e retirar o valor superior à inflação.

Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais

Nessa opção, o investidor possui uma maior flexibilidade. Além do mais, o dinheiro com a rentabilidade é pago a cada 6 meses. Desse modo, não há a necessidade de aguardar o dia do vencimento da aplicação.

Logo, é uma boa opção de aplicação de curto e médio prazo. No entanto, há o desconto do imposto de renda ao realizar o pagamento do valor ao investidor.

CDI

O CDI é o Certificado de Depósito Interbancário. O CDI é um título de renda fixa. Ou seja, faz parte de um título que é lançado pelas instituições financeiras com o objetivo de captar e receber investimentos financeiros. No entanto, essas aplicações usando o CDI só podem ocorrer dentro do sistema interbancário.

O CDI é usado com o vencimento de apenas um dia. Em suma, é nada mais do que um banco solicitando empréstimo a outra instituição financeira. Além do mais, é o indicativo usado de maneira mais frequente na área de investimentos.

Há diversos investimentos que utilizam o CDI. Como os CDBs, os LCAs, os LCs, entre outros. Caso esteja procurando por maiores ganhos nos seus investimentos, é aconselhável buscar sempre por lucros líquidos com valores próximos ou superiores ao CDI.

Como investir no CDI?

Em primeiro lugar, é possível investir em CDI? A resposta é não é possível. Ademais, ele é utilizado apenas entre bancos. No entanto, você pode utilizar de investimentos em renda fixa que possuem valores associados a taxas do CDI. Como LCAs, LCs, debêntures, CDBs, entre outros.

Portanto, como exemplo, vamos utilizar esse caso hipotético. Se você fizer um investimento que a taxa DI esteja em 14% e que possui lucro de 120% do CDI. Desse modo, você terá uma rentabilidade de 16,8%.

Por fim, para buscar investimentos mais vantajosos, vale procurar sempre por aplicações que possuem valores de taxas entre 95% a 120% do CDI. Bem como, lembrar que não é possível de fato investir em CDI.

Tesouro direto IPCA vs. CDI

Por fim, antes de decidir de fato sobre qual seria o melhor investimento, há comparações importantes e que podem ser feitas entre o Tesouro IPCA e o CDI.

O Tesouro IPCA é o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo. Já o CDI é o Certificado de Depósito Interbancário. Entretanto, enquanto o CDI ocorre como empréstimo privado entre os bancos, o Tesouro IPVA realiza a medição da inflação do Brasil.

Além do mais, o IPCA é utilizado em títulos públicos, como LCD, CBI, entre outros. Bem como, o CDI em LCI, CDB, LCA, entre outros.

Por fim, esperamos que esse conteúdo possa ter te auxiliado na busca de suprir as dúvidas sobre o Tesouro IPCA e CDI.

TPLUS+ APP

Tags: | | | |

Sobre o Autor

andre
andre

Sou André, redator do investfinance apaixonado por economia! Meu foco é passar uma informação clara e baseada na experiência dos nossos leitores.